Pensatempo: Dezembro 2014

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

“O que vi os israelenses fazerem em Gaza não é obra de seres humanos”

Yusif mostra o estrago de uma bomba no teto de um caminhão
Morador de Rio Branco-AC, Yusif Awni relata os 51 dias de agressão ao território palestino

Leonardo Wexell Severo

O administrador de empresas Yusif Awni El Shawwa, que vive em Rio Branco, no Acre, desde 1968, visitava a família em Gaza, entre maio e agosto, quando foi surpreendido pelos ataques israelenses ao pequeno território palestino. “O que vi os israelenses fazerem em Gaza quando bombardearam durante 51 dias por terra, ar e mar, é de uma barbárie indescritível, não é obra de seres humanos, é um criminoso e covarde terrorismo de Estado”, afirma Yusif. Em meia centena de dias, Israel matou mais de 600 crianças, ferindo gravemente ou mutilando mais de duas mil. Nesta entrevista, Yusif lembrou da heroica resistência armada, que barrou caminho às tropas nazi-israelenses e impossibilitou a invasão, destacando o papel da solidariedade internacional para garantir a paz com o reconhecimento da Palestina livre e soberana.